Publicado em Deixe um comentário

Curso Formação de Barbeiro

💈✔ Nunca foi tão fácil dá aulas para Cabeleireiros e Barbeiros iniciantes, conheça o curso que vai ajudar você a organizar sua escola, melhorar sua produtividade, e alcançar melhores resultados. Assista esta aula gratuita, caso tenha interesse em adquirir o curso informamos que além do curso você terá 30 dias de consultoria com nossos especialista para ajudar a turbinar a sua escola, compre o curso agora e aproveite a nossa promoção incrível para este site 50% para a primeira turma com 10 alunos faça parte, curso online com novas turmas todas segundas feiras.propag

Curso Técnico Cabeleireiro

Publicado em Deixe um comentário

Curso Barbeiro Formação Online.

Curso-Barbeiro-Formação-Online

☑ O que você Acha de fazer um treinamento com um profissional que já ensina desde 2004, aprenda a dá aulas com o Professor Tony Lima​, “Neste curso nós iremos tratar de Assuntos como dá aulas, e como abrir uma escola de Barbeiros, ou Cabeleireiros, se você está pensando em dá aulas e ainda não sabe por onde começar, eu peço que você assista este vídeo e aprenda como dá aulas e administrar as suas turmas; Certificado válido em todo território nacional, e você pode imprimir em apenas 5 minutos, Apostila para você imprimir e distribuir para seus alunos inclusa…Saiba Mais

Curso-Barbeiro-Formação-Online
Curso-Barbeiro-Formação-Online

Apostila para Cabeleireiros Gratis

Publicado em Deixe um comentário

Curso Guia Prático do Barbeiro

🔴 O que você acha de aprender, a ensinar, e emitir certificados, fazer apostila, panfletos, como modular um curso, como trazer alunos para estudar na sua Barbearia, como conseguir modelos e muito mais tudo isso e mais 30 dias de consultoria com o especialista em Cursos Livres, Professor Tony Lima, você encontra no Curso Guia Prático do Barbeiro e do Cabeleireiro. Aqui>https://profissaocabeleireiro.com

Curso-Barbeiro-Formação
Curso-Barbeiro-Formação

☑ Mais Informações sobre o curso.

Publicado em Deixe um comentário

A geração Y | também chamada geração do milênio |geração da internet | ou Millennials

A geração Y (também chamada geração do milênio, geração da internet, ou Millennials) é um conceito em Sociologia que se refere, segundo alguns autores, como Don Tapscott, à corte dos nascidos após 1980 e, segundo outros, do início da década de 1980 até meados da década de 1990, sendo sucedida pela gera A geração Y (também chamada geração do milênio, geração da internet, ou Millennials) é um conceito em Sociologia que se refere, segundo alguns autores, como Don Tapscott, à corte dos nascidos após 1980 e, segundo outros, do início da década de 1980 até meados da década de 1990, sendo sucedida pela geração Z.

Professor mais que isso tem haver com nossa profissão? Resposta isso é importantíssimo para todas profissões, pois é através dessas pesquisas podemos nos edaptar para a nova geração, um dos exemplos mais praticos aconteceu comigo tive que fazer uma grande mudanças em meus cursos se você quiser ver as mudanças que precisei fazer veja aqui neste link, https://youtu.be/AUeyNqk_UHA geração y

Essa geração desenvolveu-se numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica, e facilidade material, e efetivamente, em ambiente altamente urbanizado, imediatamente após a instauração do domínio da virtualidade como sistema de interação social e midiática, e em parte, no nível das relações de trabalho. Se a geração X foi concebida na transição para o novo mundo tecnológico, a geração Y foi a primeira verdadeiramente nascida neste meio, mesmo que incipiente.

É importante notar que não existe geração Y no campo, se a natureza da renda da família e da cidade estão relacionadas a um histórico de trabalhos braçais e tradicionais, rurais, ou tradicionais manufatureiras.

Há uma diferença significativa entre as modalidades de prosperidade econômica e níveis de interação material mundiais, quando comparadas as duas gerações (X e Y). Na primeira, a quantidade de elementos lúdicos, de brinquedos, artefatos e eletrodomésticos ou qualquer nível de produto na cadeia social é muito menor que na segunda, e em contrapartida, mais duradouro e predisposto à manutenção ao invés do descarte e atualização (update).

A dinâmica da manutenção e reciclagem econômicas foram dramaticamente alteradas na virada do milênio, encabeçadas por potências como o Japão e Tigres Asiáticos e EUA, onde o ciclo econômico de reciclagem e descarte passaram a fazer parte do circuito econômico de produção local, por necessidade ambiental ou retorno financeiro. Simultaneamente, a natureza da efemeridade dos programas computacionais e a lógica da indústria de softwares induziram também fortemente, o conceito de descarte e atualização. De forma complementar, o desenvolvimento da indústria automobilística entrou no patamar de configuração dos veículos, também por questões de reciclagem e descarte que alimentariam a cadeia produtiva desde a fonte, em termos de reduzir a espessura das latarias e materiais em função da absorção de impactos em colisões. Este elemento, de origem investigativa com base em pesquisas de colisão com modelos e bonecos, por si só inseriu em parte a necessidade de redução da resistência mecânica e portanto, durabilidade material das latarias, fato perceptível no senso comum da população.Curso-de-Cabeleireiro-e-Barbeiro-Profissional

Estas diferenças econômicas produziram, com efeito, uma geração familiarizada com a baixa durabilidade e efemeridade dos produtos. Neste novo ambiente volátil, onde podemos assistir a queda de diversas profissões e a relativização de outras, a lógica do trabalho até então conhecida das profissões e carreiras adquiriu novo significado e grau de comprometimento.

A geração Y foi desta forma, superexposta a novo nível de informação, afastada dos trabalhos braçais e sobrecarregada de “prêmios” e facilidades materiais em troca de pouco ou nenhum esforço físico. Em parte este processo ocorreu devido a uma aparente compensação a partir dos pais, originários da geração X, possivelmente tentando compensar a lacuna material pelo qual podem ter passado, se comparadas as prosperidades econômicas da geração X com a da Y. Ao mesmo tempo, possivelmente tentando viver um nível de materialismo econômico através de seus filhos e netos

Geração Z.

Essa geração desenvolveu-se numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica, e facilidade material, e efetivamente, em ambiente altamente urbanizado, imediatamente após a instauração do domínio da virtualidade como sistema de interação social e midiática, e em parte, no nível das relações de trabalho. Se a geração X foi concebida na transição para o novo mundo tecnológico, a geração Y foi a primeira verdadeiramente nascida neste meio, mesmo que incipiente.

É importante notar que não existe geração Y no campo, se a natureza da renda da família e da cidade estão relacionadas a um histórico de trabalhos braçais e tradicionais, rurais, ou tradicionais manufatureiras.

Há uma diferença significativa entre as modalidades de prosperidade econômica e níveis de interação material mundiais, quando comparadas as duas gerações (X e Y). Na primeira, a quantidade de elementos lúdicos, de brinquedos, artefatos e eletrodomésticos ou qualquer nível de produto na cadeia social é muito menor que na segunda, e em contrapartida, mais duradouro e predisposto à manutenção ao invés do descarte e atualização (update).

A dinâmica da manutenção e reciclagem econômicas foram dramaticamente alteradas na virada do milênio, encabeçadas por potências como o Japão e Tigres Asiáticos e EUA, onde o ciclo econômico de reciclagem e descarte passaram a fazer parte do circuito econômico de produção local, por necessidade ambiental ou retorno financeiro. Simultaneamente, a natureza da efemeridade dos programas computacionais e a lógica da indústria de softwares induziram também fortemente, o conceito de descarte e atualização. De forma complementar, o desenvolvimento da indústria automobilística entrou no patamar de configuração dos veículos, também por questões de reciclagem e descarte que alimentariam a cadeia produtiva desde a fonte, em termos de reduzir a espessura das latarias e materiais em função da absorção de impactos em colisões. Este elemento, de origem investigativa com base em pesquisas de colisão com modelos e bonecos, por si só inseriu em parte a necessidade de redução da resistência mecânica e portanto, durabilidade material das latarias, fato perceptível no senso comum da população.

Estas diferenças econômicas produziram, com efeito, uma geração familiarizada com a baixa durabilidade e efemeridade dos produtos. Neste novo ambiente volátil, onde podemos assistir a queda de diversas profissões e a relativização de outras, a lógica do trabalho até então conhecida das profissões e carreiras adquiriu novo significado e grau de comprometimento.

A geração Y foi desta forma, superexposta a novo nível de informação, afastada dos trabalhos braçais e sobrecarregada de “prêmios” e facilidades materiais em troca de pouco ou nenhum esforço físico. Em parte este processo ocorreu devido a uma aparente compensação a partir dos pais, originários da geração X, possivelmente tentando compensar a lacuna material pelo qual podem ter passado, se comparadas as prosperidades econômicas da geração X com a da Y. Ao mesmo tempo, possivelmente tentando viver um nível de materialismo econômico através de seus filhos e netos

 

Guia Prático do Professor é um curso online de capacitação para Cabeleireiros e Barbeiros que deseja ser professor, e aprender a dá aula de sua profissão. Inscreva-se

Assista | Aula Gratuita | do Curso  | Guia Prático | Professor Tony Lima | Para Cabeleireiros e Barbeiros, e Profissionais Liberal.

 

Guia Prático do Professor é um curso online de capacitação para Cabeleireiros e Barbeiros que deseja ser professor, e aprender a dá aula de sua profissão. Inscreva-se e conheça o curso, que é ideal para quem deseja oficializar a profissão, aprender a fazer certificados, aprender como criar uma turma, e como captar novos alunos, e modelos para sua escola, imprima seu certificado em 5 minutos, saiba mais: https://profissaocabeleireiro.com/

Você pode ver vídeos do Professor Tony Lima Inscrevendo-se

https://www.youtube.com/c/TONYLIMA2020

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Geração_YGuia Pratico do Professor de Cabeleireiro e Barbeiros

Publicado em Deixe um comentário

Curso de Cabeleireiro Para Geração Y, Era 4 Meses, Agora, é 2 veja as mudança que precisei fazer aqui.

Curso Para Professor de Cabeleireiros

A geração Y (também chamada geração do milênio, geração da internet, ou Millennials) é um conceito em Sociologia que se refere, segundo alguns autores, como Don Tapscott, à corte dos nascidos após 1980 e, segundo outros, do início da década de 1980 até meados da década de 1990, sendo sucedida pela geração Z.

Porque fui obrigado a mudar a duração dos meus cursos.?

 

Essa geração desenvolveu-se numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica, e facilidade material, e efetivamente, em ambiente altamente urbanizado, imediatamente após a instauração do domínio da virtualidade como sistema de interação social e midiática, e em parte, no nível das relações de trabalho. Se a geração X foi concebida na transição para o novo mundo tecnológico, a geração Y foi a primeira verdadeiramente nascida neste meio, mesmo que incipiente.

É importante notar que não existe geração Y no campo, se a natureza da renda da família e da cidade estão relacionadas a um histórico de trabalhos braçais e tradicionais, rurais, ou tradicionais manufatureiras.

Há uma diferença significativa entre as modalidades de prosperidade econômica e níveis de interação material mundiais, quando comparadas as duas gerações (X e Y). Na primeira, a quantidade de elementos lúdicos, de brinquedos, artefatos e eletrodomésticos ou qualquer nível de produto na cadeia social é muito menor que na segunda, e em contrapartida, mais duradouro e predisposto à manutenção ao invés do descarte e atualização.

A dinâmica da manutenção e reciclagem econômicas foram dramaticamente alteradas na virada do milênio, encabeçadas por potências como o Japão e Tigres Asiáticos e EUA, onde o ciclo econômico de reciclagem e descarte passaram a fazer parte do circuito econômico de produção local, por necessidade ambiental ou retorno financeiro. Simultaneamente, a natureza da efemeridade dos programas computacionais e a lógica da indústria de softwares induziram também fortemente, o conceito de descarte e atualização. De forma complementar, o desenvolvimento da indústria automobilística entrou no patamar de configuração dos veículos, também por questões de reciclagem e descarte que alimentariam a cadeia produtiva desde a fonte, em termos de reduzir a espessura das latarias e materiais em função da absorção de impactos em colisões. Este elemento, de origem investigativa com base em pesquisas de colisão com modelos e bonecos, por si só inseriu em parte a necessidade de redução da resistência mecânica e portanto, durabilidade material das latarias, fato perceptível no senso comum da população.

Estas diferenças econômicas produziram, com efeito, uma geração familiarizada com a baixa durabilidade e efemeridade dos produtos. Neste novo ambiente volátil, onde podemos assistir a queda de diversas profissões e a relativização de outras, a lógica do trabalho até então conhecida das profissões e carreiras adquiriu novo significado e grau de comprometimento.

A geração Y foi desta forma, superexposta a novo nível de informação, afastada dos trabalhos braçais e sobrecarregada de “prêmios” e facilidades materiais em troca de pouco ou nenhum esforço físico. Em parte este processo ocorreu devido a uma aparente compensação a partir dos pais, originários da geração X, possivelmente tentando compensar a lacuna material pelo qual podem ter passado, se comparadas as prosperidades econômicas da geração X com a da Y. Ao mesmo tempo, possivelmente tentando viver um nível de materialismo econômico através de seus filhos e netos.Curso Técnico Cabeleireiro

Continuar lendo. Curso Para Professor de Cabeleireiros e Barbeiros

Fonte Wikepedia. https://pt.wikipedia. geração y

Publicado em Deixe um comentário

♥ Curso Para Cabeleireiros Onlines

♥ A Minha maior dificuldade para dar aulas foi para montar os módulos, esta parte eu demorei muito pois não encontrava nada na internet que pudesse resolver este problema, e tirasse todas as minhas dúvidas, porem após quatro meses de pesquisa na internet sem encontrar solução, eu mesmo resolvi criar meus módulos.Guia Pratico 300x250

♥ Foi ai que dei sequencia na criação de um conteúdo programático próprio, para Cabeleireiros e Barbeiros, que nós levasse direto ao ponto, mais ou menos um manual, onde você faz exatamente aquilo que tem que fazer, que são métodos que temos que seguir para que tenhamos um ensinamentos de igual para igual mesmo em diferente cidades do Brasil, e do Mundo também porque não.

♥ Já passou pela sua cabeça dar aulas de sua profissão?, se nunca passou eu te peço que você deva pensar exatamente nisso se é que você esteja com intenção de adquirir uma segunda renda, se é essa sua ideia, eu aconselho você dar aulas da sua profissão pelos seguintes motivos___você já tem os conhecimentos necessários para ocupar está função de forma independente e amparado pela lei.

♥ Nós meus primeiros quatros meses, eu faturei o dinheiro que dava para comprar um bom carro popular , uma quantia que não é de se jogar fora, eu tenho um vídeo que conta essa história e fala quanto eu ganhei em apenas quatro meses dando aulas, por este motivo eu super indico você a iniciar ensinando sua profissão imediatamente.

♥ Se você tiver algumas dificuldades, Eu indico este curso para Instrutores de Cursos Livres ( Aqui )

Vá até o botão comprar, por R$ 449,99 ATENÇÃO, leitor deste site aproveite esta PROMOÇÃO, para aproveitar esta oferta exclusiva deste site click  aqui (Comprar Por 199,99), PROMOÇÃO POR TEMPO LIMITADO.Curso Tecnico CabeleireiroDepoimentos nas redes sociais

Curso Para Cabeleireiros Profissionaisdepoimento 2

 

Curso-Tecnico-Cabeleireiro-Barbeiro

Ler Mais Sobre o Curso Para Instrutores de Cabeleireiros e Barbeiros Profissionais

 

 

 

Publicado em 1 comentário

Assista Uma Aula Gratuita do Curso Guia Prático do Barbeiro, e Cabeleireiro

🔴Como Separa Dividir e Modular um Curso de Cabeleireiros Online
É Muito importante que você divida seus, Cursos Livres, em módulos, pois assim fica muito mais fácil para que seu alunos possa se achar de maneira eficaz dentro do aprendizado, e saber quando ele muda de nível de módulos.
No meu Curso para Instrutores de, Cabeleireiros e Barbeiros, eu explico muito bem esta questão, para não haver confusão na cabeça do aluno, e nem para quem está ministrando o curso também é importante saber sempre em que fase do aprendizado este aluno está. Na linha de aprendizado seguimos com #3 MódulosGuia Prático do Professor de Cabeleireiros e Barbeiros
#1 Módulo Iniciantes:
#2 Módulo Intermediário:
#3 Módulo Avançado.

 

Deseja aprender mais sobre como dá aulas do Curso de Cabeleireiros e Barbeiros,
 💈 Curso Guia Prático do Barbeiro, e Cabeleireiro!
Para Quem Deseja Montar Uma Turma Para Dá Aulas.💈